Ginástica laboral: como ela ajuda na saúde do trabalho?

Um dos títulos negativos que infelizmente o nosso país tem é o de possuir alto índice de acidentes de trabalho e absenteísmo. As ausências normalmente estão vinculadas a dores e incômodos que impedem o deslocamento do colaborador até o local de trabalho. Uma das atividades que podem mudar este quadro é a implantação da ginástica laboral.

Como fator preventivo, a ginástica laboral é uma grande aliada. Neste artigo trataremos deste assunto, explicando o que ela é e como ela pode ajudar na saúde do trabalho. Avalie!

O que é ginástica laboral?

Ginástica laboral é a realização de exercícios físicos no posto de trabalho do colaborador ou mesmo em um espaço especificamente definido pela empresa. O objetivo é prevenir doenças que possam acometer os funcionários e aliviar dores e incômodos decorrentes de esforços repetitivos.

É vista como um investimento das empresas em seus colaboradores e traz, a reboque, um aumento da motivação e do entrosamento entre os componentes da equipe. A periodicidade de sua prática depende de cada empresa e da atividade exercida por cada um. Dez minutos na parte da manhã e dez minutos à tarde podem ser suficientes para a manutenção da saúde perfeita.

Algumas técnicas de alongamento e de relaxamento podem ser feitas várias vezes ao dia, aliviando tendões e articulações. O uso adequado dos equipamentos, principalmente de informática, pode trazer um conforto para aqueles que precisam ficar na frente do computador durante todo o dia.

Ajustes na altura da mesa, na posição do encosto da cadeira e na inclinação do vídeo à frente do colaborador podem amenizar os males causados pela má postura.

Além da ginástica laboral, as empresas — por meio de sua comunicação interna — devem incentivar todos os funcionários a terem uma vida mais saudável e a praticarem exercícios físicos com regularidade. Às vezes, subir um ou dois lances de escada ou andar dois quarteirões já é uma ajuda significante na correria do nosso dia a dia.

Quais os benefícios para os colaboradores?

Os benefícios são melhorias na qualidade de vida e aumento da satisfação do colaborador com o seu trabalho e com a empresa. Soma-se um melhor relacionamento interpessoal e, principalmente, a diminuição das dores ou incômodos posturais.

A utilização de suportes ergonômicos e tensores elásticos também auxiliam na prevenção e na redução de problemas ortopédicos. Alguns são de baixo custo e podem ser um brinde interessante para serem dados para aqueles colaboradores que participam, por exemplo, das atividades da SIPAT — Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho.

Cabe aos gestores da área de segurança transmitir para os colaboradores que o foco é a saúde e a segurança de cada um.

Ganhos para a empresa

A prática da ginástica laboral, associada com mais atividades físicas e melhor postura durante o trabalho, diminuirão  faltas ao trabalho por motivo de saúde. O relacionamento interpessoal entre os colaboradores melhorará. Também será observado um aumento na produtividade, pois haverá uma diminuição na interrupção das atividades devido às faltas.

O ambiente de trabalho ficará mais prazeroso e saudável melhorando a imagem da empresa para fornecedores, parceiros e clientes.

Existem no mercado algumas empresas especializadas em medicina e segurança do trabalho. Com expertise na área, esses fornecedores podem se tornar parceiros estratégicos para o acompanhamento das obrigações legais, exigidas pelos órgãos reguladores. E também conseguirão ajudar no aumento da produtividade.

Palestras, treinamentos e exames clínicos podem ser feitos, bem como um trabalho de conscientização dos colaboradores para a melhor utilização dos equipamentos de segurança. Uma equipe motivada, engajada e bem-disposta significa uma equipe produtiva, que traz retorno para a empresa em diversos níveis.

Agora que você já tem informações sobre ginástica laboral, assine a nossa newsletter e receba informações sobre medicina e segurança do trabalho.